Prefeitura vai contratar 55 professores Divulgação - publicada em 6. 11. 2017 - atualizada 10h39 Os novos educadores serão chamados do último concurso realizado pela Secretaria da Educação.
Opções
a- / 
a+
Indicar

Imprimir

Achei um erro

A partir do ano que vem todas as creches da rede municipal de ensino de Rio Claro vão contar com professor efetivo na etapa 1 da educação infantil (berçário 1 e 2), que atende crianças de zero a dois anos. Atualmente, o atendimento nessa etapa de ensino é feito por monitores, exceto nas novas escolas que já possuem docente contratado pela administração municipal. A partir do ano letivo de 2018, esse benefício será estendido para todas as unidades que atendem mais de 2.200 crianças, sendo 964 na etapa 1. A etapa 2, para crianças de três anos, já conta com professores efetivos.

“É mais um investimento do governo no setor de educação que vai contribuir para melhorar o atendimento às crianças e a qualidade do ensino nas escolas”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que anunciou a melhoria na solenidade de entrega da Medalha de Honra ao Mérito a 13 educadores, realizada em 26 de outubro na Câmara Municipal. A cerimônia foi presidida pelo vereador Ruggero Seron.

No total serão contratados 55 professores. Neste mês, as vagas serão disponibilizadas para remoção aos educadores efetivos que já atuam na rede municipal. “Os professores interessados em mudar de escola vão poder participar da seleção. As vagas remanescentes, bem como as vacantes, serão preenchidas pelos novos docentes que serão contratados em janeiro”, explica o secretário municipal da Educação Adriano Moreira. Os novos educadores serão chamados do último concurso realizado pela Secretaria da Educação.

Para Simone Reganhan, diretora do Departamento Pedagógico e de Supervisão Escolar da Secretaria da Educação, a concepção da educação infantil é fundamentada em três conceitos: cuidar, brincar e educar. “Ter nas creches um profissional habilitado é reafirmar esses conceitos e garantir que a prática pedagógica se inicie a partir do ingresso da criança na escola”, afirma Simone observando que o trabalho pedagógico deverá levar em conta a idade da criança.

Já a coordenadora de Educação Infantil – Etapa 1, Keila S. Pinto, avalia que “ter um professor efetivo na etapa 1 da educação infantil contribui para o desenvolvimento e aprendizagem da criança que será assistida por profissional especializado desde o início de sua vida escolar”.

Tem mais informações sobre esta asunto? Partilhe sua experiência. Seja um Repórter!
Indicar
Imprimir
Achei um erro
Indicar


PUBLICIDADE - Anuncie aqui.