Saúde terá o maior investimento do Orçamento Divulgação - publicada em 13. 10. 2017 - atualizada 8h29 Previsão é que setor receba R$ 172 milhões. Educação também é destaque, com quase R$ 160 milhões.
Opções
a- / 
a+
Indicar

Imprimir

Achei um erro

Um dos destaques da proposta para o Orçamento Municipal 2018 da prefeitura de Rio Claro é o investimento em saúde, previsto em R$ 172.708.000,00. É o equivalente a 36% da arrecadação de impostos, estimados em R$ 476.793.500,00. Ou seja, é mais que o dobro dos 15% que a legislação obriga o município a investir no setor. Além disso, trata-se de um aumento superior a R$ 14,7 milhões em relação ao que a peça orçamentária deste ano, feita pela administração anterior, previu para a saúde. “Este é o primeiro orçamento elaborado pelo nosso governo e o foco é intensificar o trabalho nas áreas em que a população mais necessita”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

A proposta da prefeitura também prevê para 2018 investimentos da ordem de R$ 159.446.000,00 na área de educação, valor quase R$ 5 milhões acima do exigido pela lei, que é 25% dos R$ 514.248.000,00 estimados em arrecadação de impostos, incluindo as transferências exclusivas da pasta.

Com um aumento de 6,94% em relação a este ano, a proposta orçamentária da prefeitura para  Rio Claro em 2018 totaliza R$ 826.261.000,00, incluindo os órgãos da administração direta e indireta (fundações e autarquias). “O valor total da previsão de receita engloba convênios, impostos municipais e repasses do IPVA e ICMS, além do Fundo de Participação dos Municípios”, explica o secretário de Economia e Finanças, Gilmar Dietrich. No ano passado, o orçamento aprovado para 2017 foi de R$ 772.643.000,00.

As maiores fontes de receitas estimadas para o ano que vem incluem repasses do ICMS (previsão de R$ 195.462.500,00), Fundo de Participação dos Municípios (previsão de R$ 75.842.000,00), IPTU (previsão de R$ 66.340.000,00), ISSQN (previsão de R$ 48.592.500,00), repasses do IPVA (previsão de R$ 42.200.000,00) e outras.

O projeto de lei detalhando o orçamento foi encaminhado pelo prefeito Juninho à Câmara de Vereadores na semana passada, para análise e votação. “Os vereadores estarão analisando com toda atenção a peça orçamentária que, ao priorizar setores essenciais como a saúde para além dos percentuais previstos em lei, reflete o compromisso assumido com a população rio-clarense e, em especial, com os que mais precisam do amparo do poder público”, comenta o presidente André Godoy.

Tem mais informações sobre esta asunto? Partilhe sua experiência. Seja um Repórter!
Indicar
Imprimir
Achei um erro
Indicar


PUBLICIDADE - Anuncie aqui.