Rio Claro antecipa meta e cria 343 vagas Divulgação - publicada em 19. 5. 2017 - atualizada 12h37 Ministério Público concedeu prazo de 180 dias para abertura de 300 vagas em creches. Prefeitura superou esse número antes do prazo estabelecido, criou 343 vagas e reduziu a lista de espera em quase 30%.
Opções
a- / 
a+
Indicar

Imprimir

Achei um erro

Outras 135 vagas foram criadas na pré-escola e 140 vagas no ensino fundamental.

Em janeiro deste ano, o município de Rio Claro tinha um déficit de 1.155 vagas em creche. Por conta disso, a prefeitura foi acionada pelo Ministério Público que estabeleceu prazo de seis meses (180 dias) para a abertura de 300 vagas destinadas a crianças de zero a três anos e mais 150 até o fim do ano. Levantamento feito pela Secretaria Municipal da Educação aponta que o município superou essa meta nesta semana, bem antes do prazo previsto.

Até o dia 15 de maio foram criadas 343 vagas em quatro creches: Arlindo Ansanello (153 vagas), Jardim Esmeralda (120), Elpidio Mina (40) e Luiz Martins (30). As 343 novas vagas diminuíram em quase 30% a lista de espera em creches municipais. Outras 135 vagas foram criadas na pré-escola e 100 vagas no ensino fundamental.

“A educação é uma das prioridades do nosso governo. Assumimos o compromisso de ampliar o atendimento e dar manutenção nas escolas e isso vem acontecendo”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. Em pouco mais de quatro meses de governo, duas escolas ganharam novas instalações: Arlindo Ansanello e Darci Reginatto. Ambas ocupavam prédios com estrutura precária que já não atendiam adequadamente os alunos e a equipe escolar.

A Escola Arlindo Ansanello, que atendia 28 crianças de zero a três anos, passou a atender 180, das quais 152 estavam na lista de espera. A Escola Darci Reginatto abriu mais 40 vagas de ensino fundamental, passando a atender 400 alunos. Além disso, a Escola Hélio Jorge dos Santos ganhou uma segunda unidade, as salas descentralizadas no Jardim Esmeralda que atende 240 crianças do Jardim das Nações 2, sendo 110 de creche e 130 de pré-escola.

O secretário municipal da Educação, Adriano Moreira, explica que as vagas criadas são em período parcial e integral. As 135 vagas de pré-escola, que atende crianças de 4 a 5 anos, são em regime parcial nas escolas Jardim Esmeralda (120) e Luiz Martins (15). Outras 100 vagas de ensino fundamental foram abertas dentro do projeto Presença Esperança, que atende crianças de 6 a 10 anos em período integral. Foram 75 vagas no projeto Brincando e Aprendendo e 25 no projeto Sol Nascente, ambos na região do Grande Cervezão.

A prefeitura continua trabalhando para ampliar ainda mais o número de vagas em creches. No mês passado foram retomadas as obras para construção de uma creche no bairro Terra Nova com capacidade para 120 vagas. “O contrato com a construtora tem previsão de 12 meses e esperamos que esse prazo seja cumprido para inaugurarmos a escola o quanto antes”, comenta o secretário Adriano Moreira. De acordo com ele, outros projetos estão em andamento para viabilizar a abertura de novas vagas nessa modalidade de ensino. Moreira conclui dizendo que nesse primeiro semestre a secretaria focou na ampliação do atendimento em creches. No segundo semestre os esforços serão concentrados nos serviços de manutenção nas escolas municipais.

Tem mais informações sobre esta asunto? Partilhe sua experiência. Seja um Repórter!
Indicar
Imprimir
Achei um erro
Indicar


PUBLICIDADE - Anuncie aqui.