Senado aprova projeto de socorro a estados Divulgação - publicada em 18. 5. 2017 - atualizada 12h33 Pagamento suspende dívidas com a União por três anos. Os entes da federação, no entanto, têm de adotar medidas de ajuste
Opções
a- / 
a+
Indicar

Imprimir

Achei um erro

Depois de aprovado pelo Senado, projeto vai direto para sanção presidencial (Ana Volpe/Senado Federal)

O Senado Federal aprovou, na quarta-feira (17), o projeto que prevê socorro a estados e ao Distrito Federal. O texto institui o Regime de Recuperação Fiscal para esses entes federados e, agora, segue para sanção do presidente da República, Michel Temer.

Essa medida era um pedido dos governadores e, na prática, dá uma carência aos entes da federação que estão superendividados em troca de contrapartidas. O texto suspende pagamento de dívidas com a União por três anos, prorrogáveis por mais três. Os estados, no entanto, têm de adotar medidas de ajuste fiscal.

O projeto prevê que estados com obrigações superiores à disponibilidade de caixa ou em situação de calamidade fiscal, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, suspendam o pagamento da dívida com a União.

Medidas fiscais

Antes da suspensão, porém, deverão aprovar leis estaduais com um plano de recuperação que prevê obrigações como a privatização de empresas dos setores financeiro, de energia e de saneamento, por exemplo.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Senado

 

Tem mais informações sobre esta asunto? Partilhe sua experiência. Seja um Repórter!
Indicar
Imprimir
Achei um erro
Indicar


PUBLICIDADE - Anuncie aqui.