Com quem vamos passar o Natal? Divulgação - publicada em 12. 12. 2016 - atualizada 15h25 A resposta mais comum seria com a família. Mas, com a família de quem? Negociar é a solução para evitar que o problema gere um conflito entre o casal
Opções
a- / 
a+
Comentar

Indicar

Imprimir

Achei um erro

Apesar de o Natal proporcionar um período de reflexão, união e harmonia, alguns casais temem essa época do ano pelos conflitos que podem surgir quando não há consenso sobre o local da comemoração.

Conflitos e discussões entre os casais são recorrentes nesta época do ano. Porém, uma grande discórdia de alguns casais parece ser ainda em relação à decisão de onde passar o Natal, quando não é possível reunir todos em uma única comemoração e o casal precisa decidir com qual família de origem irá comemorar.

“Nesses casos é muito comum sentir-se dividido nesta escolha. Geralmente, as pessoas têm dificuldade em abrir mão de passar essa data com a sua família de origem, principalmente quando esta data está atrelada a valores e rituais. É interessante observar como essa situação pode se tornar um verdadeiro dilema para alguns casais e se transformar em um enorme conflito na vida a dois”, diz Denise Miranda de Figueiredo, psicóloga e especialista em terapia de casal.

Como resolver esse impasse?

Por meio da negociação. Segundo Marina Simas de Lima, psicóloga e especialista em terapia de casal, os casais precisam aprender a negociar para evitar que problemas menores se transformem em algo tóxico para a relação, além de atrapalhar uma data tão especial para as famílias.

“É perfeitamente possível encontrar alternativas para resolver esse impasse. Mas, para isso, é preciso dialogar. Passar a noite na casa de uma família e o dia na casa da outra, ou ainda ficar um pouco em cada festa é uma solução para esse conflito encontrada por alguns casais. Há aqueles, por exemplo, que decidem viajar nessas datas e assim não precisam escolher nenhum lado”, explica Marina.

“Não existe uma fórmula mágica e nem tão pouco o certo ou o errado. Por isso, os casais precisam conversar, sendo a flexibilidade a palavra de ordem para possíveis negociações. O importante dentro de um relacionamento amoroso é que o casal tenha bom senso e seja flexível para encontrar uma resolução adequada. Uma mente aberta, muita paciência e bom humor são os ingredientes certos para ter uma boa relação familiar e, claro, um Natal cheio de paz, amor, respeito, saúde e alegrias”, concluem as psicólogas.

Tem mais informações sobre esta asunto? Partilhe sua experiência. Seja um Repórter!
Comentar
Indicar
Imprimir
Achei um erro
Indicar


Comentar no Guia
Para comentar essa matéria é preciso ser um leitor cadastrado.
PUBLICIDADE - Anuncie aqui.