Como tratar manchas na pele Divulgação - publicada em 3. 10. 2016 - atualizada 10h8 Cuidados diários podem evitar a cor disforme na pele, mas caso o melasma apareça, alguns tratamentos estéticos irão resolver o problema, confira as dicas de como prevenir e tratar as manchas na pele
Opções
a- / 
a+
Comentar

Indicar

Imprimir

Achei um erro

Uma das principais reclamações das pacientes que buscam por uma clínica estética têm sido as manchas na pele. O excesso de exposição solar sem proteção, assim como o contato por muito tempo com as luzes artificiais são fatores que desencadeiam essa queixa, além é claro, das alterações hormonais sofridas ao longo da vida.

O primeiro cuidado quando falamos em manchas deve ser sempre o de prevenção, porém caso mesmo assim a mancha apareça pode ter certeza que essa será bem mais fácil de tratar”, explica Joice de Oliveira, esteticista. 

Para evitar ou combater essas manchas, abaixo, Joice separou algumas dicas práticas de como  manter uma pele sempre saudável e uniforme. Confira!

1 - Use o protetor solar mesmo quando não houver sol

Os raios solares são mais prejudiciais à saúde entre as 10h e 16h, porém é importante fazer uso do protetor solar ao longo de todo o dia, sempre reaplicando o produto a cada 3 horas”, aconselha Joice. O fator de proteção 30 já é suficiente para combater as manchas e evitar a queimadura da pele.

2 - Mantenha a pele sempre limpa

Lave, tonifique e hidrate o rosto todos os dias, sempre optando por produtos adequados para cada tipo de pele. Na primavera/verão ter o hábito de refrescar a pele com mais frequência é importante para evitar o ressecamento e consequentemente a irritação que pode levar as manchas, alerta Joice. 

3 - Depois da depilação não se esqueça de hidratar a pele

A depilação, seja ela feita com lâminas ou ceras, pode agredir a pele. Em algumas pessoas o resultado é somente o aparecimento de bolinhas vermelhas e pelos encravados, porém outra consequência são as manchas. O uso de produtos calmantes e hidratantes deve ser feito para amenizar o impacto da remoção dos pelos e assim evitar lesões.

4 - Atentem-se às bulas de remédios

Algumas manchas podem aparecer na pele após um determinado tratamento, isso porque elas fazem parte de um dos efeitos colaterais de certos medicamentos. Caso isso aconteça, ao perceber o aparecimento de manchas na pele, informe ao médico sobre a possibilidade de mudar de substância.

5 - O peeling químico tende a deixar a pele mais uniforme

O peeling químico é um dos tratamentos que age para eliminar as manchas. Ele atua no processo de renovação celular desde as camadas mais profundas da pele. Essa renovação é feita de forma natural pelo organismo, mas com o passar dos anos tende a ser mais lenta, então o peeling devolve essa ação e assim trata as manchas que surgiram com o tempo”, diz Joice. Após a aplicação do produto é normal à pele descamar nos dias seguintes, porém, a nova camada terá uma textura mais lisa e uma coloração mais uniforme.

6 - A luz pulsada também age contra o melasma

A luz intensa pulsada é uma fonte de calor intensa que atua tanto em lesões superficiais, quanto nas profundas. A técnica deixa a pele praticamente sem manchas e devolve o brilho natural. Esse resultado é possível porque o aparelho pode ser regulado conforme as características da pele de cada paciente.

Apesar de ser possível notar melhora nas manchas já na primeira aplicação o ideal é continuar o tratamento até completar 10 sessões, com intervalos de 20 dias cada. Nesse período o uso do protetor solar é fundamental. Ele deve ser reaplicado a cada 3 horas ou menos, caso a paciente tenha excesso de suor.

Tem mais informações sobre esta asunto? Partilhe sua experiência. Seja um Repórter!
Comentar
Indicar
Imprimir
Achei um erro
Indicar


Comentar no Guia
Para comentar essa matéria é preciso ser um leitor cadastrado.
PUBLICIDADE - Anuncie aqui.