Museu do Eucalipto comemora 100 anos e reabre Divulgação - publicada em 29. 3. 2016 - atualizada 15h55 Museu do Eucalipto comemora centenário e reabre para o público no sábado
Opções
a- / 
a+
Comentar

Indicar

Imprimir

Achei um erro

A programação que vai comemorar este ano o centenário do Museu do Eucalipto, em Rio Claro, começa na quarta-feira (30), com a entrega do prédio totalmente reformado pela Fundação Florestal, da Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo, e a abertura oficial para autoridades.                 

Tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat) em 1977, o Museu do Eucalipto projetou-se internacionalmente já desde sua criação, em 1916, por iniciativa do engenheiro Edmundo Navarro de Andrade, que é o patrono da Floresta Estadual.

Como diretor dos hortos florestais implantados pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro no interior do estado, Andrade idealizou e fundou o Museu com o propósito de importar e estudar as diversas espécies de eucalipto, para selecionar as mais indicadas ao fornecimento de madeiras para as dormentes e produção de carvão combustível.  Os 39 anos de pesquisas contínuas deram ao Museu a classificação de museu histórico científico, caso único no mundo por conta de seu foco de estudos e as décadas de pesquisas ali realizadas.

A construção do prédio que abriga o museu faz jus ao seu passado. Com área construída de 800 metros quadrados, pelos quais se distribuem 16 salas, tudo naquele espaço lembra a sua origem. Dos móveis ao forro, passando pelo piso, lustres e molduras a matéria prima é o eucalipto, com o uso das espécies mais adequadas para as diferentes finalidades pretendidas. A Floresta, que surgiu anteriormente ao museu, data de 1909, com a implantação do programa de reflorestamento adotado pela Companhia Paulista. 

Tem mais informações sobre esta asunto? Partilhe sua experiência. Seja um Repórter!
Comentar
Indicar
Imprimir
Achei um erro
Indicar


Comentar no Guia
Para comentar essa matéria é preciso ser um leitor cadastrado.
PUBLICIDADE - Anuncie aqui.